domingo, 3 de julho de 2016

História Lúcia e Antenor - Paraíso Tropical 2007

Por Karine Veiga
PERFIL:

ANTENOR CAVALCANTI (Tony Ramos) – Poderoso empresário, de caráter forte e dominador. Competente, dedica-se inteiramente ao trabalho, do qual nunca tirou férias. Mas é mal-resolvido sentimentalmente. Machista, tem um casamento tradicional com Ana Luísa (Renée de Vielmond), porém não dá valor à fidelidade. O casal carrega a dor da perda do único filho em um desastre, quando o rapaz tinha apenas 16 anos. Veio de baixo, trabalhou arduamente para formar seu patrimônio e nunca teve ajuda da família. Tem uma relação ruim com o pai, Belisário Cavalcanti (Hugo Carvana), um malandro simpático, com quem só mantém um vínculo: a mesada que dá a ele. Separa-se de Ana Luísa depois que ela descobre o caso com uma amante. Ao longo da trama, apaixona-se por Lúcia (Gloria Pires). 

LÚCIA VILELA (Gloria Pires) – Independente, íntegra e inteligente, não tem medo de enfrentar a vida. Teve Mateus (Gustavo Leão) mesmo contra a vontade de seu ex-namorado, Cássio (Marcello Antony), pai do rapaz. Trabalhando fora do Rio, conseguiu criar o filho em Vitória (ES), mas resolve se mudar para a casa dos pais, em Copacabana. Depois de separado de Ana Luísa (Renée de Vielmond), Antenor (Tony Ramos) se apaixona por ela, e os dois vivem uma história de amor.


TRILHA: ♪
-Ruas de Outono – Gal Costa (tema de Lúcia) 
-Dream Dancing – Ella Fitzgerald (tema de Antenor e Lúcia)

HISTÓRIA:
No início da história, Lúcia vive em Vitória, no Espírito Santo, com o filho Mateus (Gustavo Leão), fruto de seu relacionamento com o antigo namorado, Cássio (Marcello Antony). Ele não queria ter a criança, mas Lúcia decidiu não interromper a gravidez e ter seu filho sozinha. Lúcia volta ao Rio de Janeiro com Mateus prestes a completar 18 anos e vai morar com o pai, Clemente (Reginaldo Faria), e a madrasta Hermínia (Débora Duarte), a quem tem como mãe.


Mateus quer muito conhecer seu pai e consegue descobrir quem ele é. Cássio é um homem de bom caráter, bonito, bem-humorado, mas egoísta. Ao descobrir que é pai de Mateus, ele fica confuso. Mas, com o tempo, o rapaz conquista Cássio, e os dois se tornam grandes amigos. Lúcia, por sua vez, chega a se envolver novamente com Cássio, mas percebe que ele continua o mesmo bon vivant de sempre. Com a volta para o Rio, Lúcia decide abrir um albergue em sociedade com Paula.


Antenor Cavalcanti é um empresário poderoso, frio, filho de um ex-presidiário trambiqueiro, Belisário, de quem quer distância. Perdeu seu filho único quando ele tinha 16 anos, e vê no filho de seu caseiro, o jovem Daniel Bastos, o possível herdeiro de suas empresas. Casado com Ana Luísa, tem uma amante, a bela Fabiana, advogada de sua empresa. Quando sua mulher descobre a traição, se separa dele o que o deixa desnorteado, por acreditar que teria domínio sobre sua ela. 

Um acontecimento com Mateus vai fazer Lúcia e Antenor se encontrar. No decorrer da trama, Mateus, acaba preso fruto de uma armação de Ivan(Bruno Gagliasso). O bandidinho convida Mateus e mais alguns amigos dele para um “passeio” de barco, no meio do passeio Ivan revela a Mateus o plano de roubar o barco e ele não aceita, decide devolver o barco onde pegou, mas, noutro ponto do mar, a guarda costeira, já avisada, acaba interceptando o barco. Mateus acaba preso, acusado pelo roubo do barco de Antenor. Até que provem o contrário, aos olhos da polícia, o garoto é o único culpado – afinal, só ele estava no barco no momento da prisão. É nessa hora de aflição, em que tudo parece estar perdido, que se ergue uma força descomunal, a única capaz de fazer frente ao poder de Antenor: a força de uma mãe. Para Lúcia, a acusação é um absurdo. Mateus nunca foi bandido, nem roubou coisa alguma. Por isso, faz questão de invadir a sala de reuniões de Antenor e esfregar na cara daquele homem a inocência do filho. Aos gritos, ela exige que ele retire imediatamente a queixa na polícia. 


Lúcia invade escritório de Antenor - Paraíso... por MemorialGloriaPires

Os dois batem boca. Depois de tentar atingir a prepotência de Antenor e dizer uma série de outras barbaridades, Lúcia acaba expulsa da sala. Lúcia move céus e terras até que consegue provar a inocência do filho. Mesmo com o mal entendido resolvido, a má impressão de Lúcia para com Antenor não muda. Ela segue o detestando. 

Ao saber que seu pai perdeu o apartamento no pôquer Antenor enfarta. Mesmo com todo o susto, ele consegue se recuperar. Debilitado passa a repensar mais sobre sua vida e seus atos. No trabalho, passa a delegar funções, coisa que jamais fazia, e, na vida pessoal, toma uma decisão séria: quer ser pai novamente. Não exatamente ter apenas um filho, mas um herdeiro.



Numa barraca de coco, Antenor topa com Lúcia, que na ocasião está acompanhada do filho, Mateus. Como sempre acontece quando se vêem, os dois trocam farpas antes de se afastarem indignados. Mas nesse dia, sabe se lá por que, Antenor vê Lúcia com outros olhos. Mais tarde, ele vai refletir sobre o assunto, lembrar-se das várias vezes em que se encontraram, das muitas discussões que tiveram. Apesar dos atritos, havia alguma coisa nas palavras daquela mulher que lhe inspirava confiança. Não é uma qualquer, muito menos uma interesseira. A determinação como defendera o filho, a indiferença que demonstrou pela sua posição e sua fortuna, tudo isso pode ter cativado Antenor.
Perdido em pensamentos, na biblioteca de casa, Antenor se vê varado por uma certeza: “É ela... A mãe do meu filho!”. Antenor escolhe Lúcia para ser mãe de seu filho. A princípio, Lúcia fica um pouco ressabiada, mas Antenor se mostra um irresistível romântico. Propõe um jogo em três tempos, para assim conseguir convencê-la de que é um cavalheiro e, fazê-la mudar a péssima opinião que tem sobre ele. 


Mesmo sem entender bem qual é a desse súbito interesse, Lúcia aceita o desafio e vai com ele ao desfile de jóias no Duvivier. Na ocasião, Antenor parece outro. Gentilíssimo, não poupa elogios. Depois vai jantar a sós com ela e eles até esquecem que o encontro se trata de um jogo. 

Segunda etapa do jogo
A última etapa do jogo em três tempos proposto por Antenor para convencer Lúcia de que ele é um bom sujeito – e, lógico, preparar o terreno para convencê-la a se tornar mãe do seu filho – é a mais romântica, a mais eficiente e a mais direta de todas elas. É, como da outra vez, um jantar na sua casa, mas desta feita o traje pedido é black-tie. Lúcia chega num belo vestido longo e Antenor surge na sala metido num impecável smoking. O clima é de pompa com uma boa dose de suspense – afinal, qual seria o motivo dessa elegância toda?


Antenor revela a Lúcia que quer que ela seja... por MemorialGloriaPires


Depois do concerto exclusivo para Lúcia, com o violinista que Lúcia era grande admiradora, o casal vai jantar. Dançam juntos e se beijam. Numa noite que se torna inesquecível. Do ódio total, Antenor conseguiu que Lúcia sentisse respeito por ele e até ternura. Ao final do jantar romântico, conseguiu mais que isso. Conseguiu um beijo e a promessa de que ela pensaria com carinho na sua proposta de se tornar a sua mulher. 


Lúcia e Antenor se beijam - Paraíso Tropical por MemorialGloriaPires


No Jardim Botânico, levados pela beleza das flores, das árvores, dos pássaros, eles se beijam escondidos, feito dois adolescentes. Mas nem assim ele obtém resposta à sua pergunta. Lúcia ainda tem dúvidas, não sabe se quer incluir o Cavalcanti em seu sobrenome. Pois bem, sendo assim, Antenor resolve apelar: leva Lúcia para sua casa em Paraty. Ali, sob aquele cenário paradisíaco, ele tem certeza de que ela não resistirá. 



Em Paraty a coisa fica mais séria. Sozinhos, os dois têm excelente oportunidade de se conhecerem ainda mais e até trocarem confidências. Inspirados pela paisagem, pelas refeições magníficas, pelos brindes com champanhe de primeiríssima, pelos passeios de barco, pelo sol e o céu radiantes, os dois se amam com mais intensidade. Antenor sente que é hora de contar o seu plano maior: quer ter um filho com ela. Lúcia entende que esse desejo é a confissão sincera de um homem que se redescobriu como pessoa e está disposto a começar uma nova vida – com ela. Enfim, apaixonadíssimos, eles passam a noite juntos. A entrega é total.  


Lúcia diz sim a sua proposta. A resposta, ela dá ao fim de mais um jantar, este em família, quando Antenor abre o coração e dá conselhos sábios a Mateus. Ali Lúcia se convence de que ele pode, sim, ser um ótimo pai para um filho seu.
Feliz da vida, Antenor leva Lúcia para casa e, ao se despedir com um beijo carinhoso, nem percebe que está sendo observado. De longe, Cássio assiste àquela demonstração de amor explícito sem esconder um ciúme incontrolável.


Antenor enche Lúcia de mimos quando descobre que ela pode estar grávida. Lúcia se dá conta de que sua menstruação está atrasada. A simples menção deste fato durante um jantar deixa Antenor eufórico. “Você está grávida!”, arrisca, com os olhos brilhantes de felicidade. Mas em seguida ela se decepciona ao descobri que não está grávida. 





Os dois se casam. O início é difícil, pois apesar de culta e educada, Lúcia não pertence ao mundo de Antenor. Ele exige que ela cuide de seus jantares de negócios, mas ela é independente, trabalha fora, e mal tem tempo para cuidar dos assuntos domésticos, o que se torna constante motivo de briga entre o casal. 



Lúcia morre de ciumes de Antenor ao vê uma arquiteta bonitona sair da sala do marido. Ela está na ante-sala de Antenor, no grupo Cavalcanti, e espera o marido para tratar da viagem que pretendem fazer em breve. De repente, a porta do escritório se abre e de lá sai Antenor, todo solícito, um sorriso largo nos lábios e com ele, Renata, uma arquiteta bonitona, simpaticíssima, com quem Antenor estava trancafiado numa longa reunião de trabalho. A visão daquela mulher lindíssima ao lado do marido provoca um súbito arrepio, que percorre a espinha de Lúcia de cima a baixo. Por sorte, Lúcia se recompõe a tempo e não deixa que ninguém perceba – mas fica mortinha de ciúmes. A insegurança de Lúcia se multiplica quando se lembra dos problemas que vive por não ter conseguido engravidar até agora.


Quando Antenor diz que vai passar a noite em São Paulo por conta de uma reunião de negócios, Lúcia imediatamente visualiza sombras de traição nas entrelinhas. E já começa a sofrer. Em um jantar com Mateus e Fernanda, nova namorada do filho, eis que surge no restaurante Renata, acompanhada de um homem que definitivamente não é Antenor. O rosto de Lúcia se transforma, Aliviada. 


No dia seguinte, Lúcia finalmente confessa os seus temores para Antenor. Ele a abraça mais forte e reforça o que havia dito anteriormente: que aquele Antenor de antes – o insaciável, o frio e insensível – está morto e enterrado. 



Preocupada por não ter conseguido engravidar ainda, Lúcia vai ao médico e descobre que, apesar de ter passado dos quarenta, tudo indica que ela pode perfeitamente se tornar mãe novamente. O médico conselha que o casal encare a ideia de ter filhos com mais calma, sem ansiedade.

Tentando arrancar de Antenor alguma vantagem, Taís liga insistentemente para o todo poderoso, que no início da trama pagou Taís para separar Daniel e Paula. Em uma das ligações Lúcia ver o nome da vilã no identificador de chamadas e fica com pé atrás. Quando questionado, Antenor mente dizendo que se trata de uma outra Taís. Lúcia, que não é boba, mais tarde, liga para a tal Taís e descobre o blefe. Ouve a voz inconfundível de Taís Grimaldi na caixa postal. 

Sua suspeita é comprovada quando, ao acompanhar Hermínia  à delegacia, escuta Ivan acusar Antenor de ter matado Taís. Ivan revela ainda que o empresário ofereceu à Taís R$ 5 milhões para que ela separasse Daniel e Paula. Lúcia fica assustada com a denúncia e pede satisfações ao marido, que confessa seu erro. Lúcia, magoada, diz que não sabe quem é este homem que ela ama e deixa Antenor.

Isso tudo, somado às mentiras que Antenor já havia contado, o telefonema de Taís, a dinheirama em dólar guardada no cofre, faz com que Lúcia tome uma decisão drástica. Não quer saber de pedidos de desculpas, juras de arrependimento. Pega as suas coisas na mansão de Antenor e dar um basta neste casamento: “Quero esquecer que vivi sob o mesmo teto que você”.



Triste e arrasado por perceber que perdeu o seu grande amor, Antenor faz o que fracos como ele fazem quando dilacerados: deixam-se possuir pelos defeitos, pelos vícios, pela devassidão. Cambaleante, em estado de semiconsciência, Antenor encontra Bebel pronta para dar golpe da barriga. Ela se aproxima, finge surpresa e se insinua. Os dois travam um papo rapidíssimo – suficiente apenas pra despertar os instintos mais primitivos naquele homem semi-amortecido pelo álcool. Bebel seduz e passa a noite com Antenor. 

Sensibilizada ao saber da reconciliação de Antenor e Belisário e da a visita que Antenor fez a Paula e o humilde pedido de perdão, Lúcia não pensa duas vezes. Procura Antenor e diz que todas as atitudes tomadas por ele foram reveladoras demais. Ela, enfim, olha com ternura para ele e reafirma seu amor. O perdão ao marido fica implícito – em cena com direito a muitos beijos apaixonados e lágrimas sinceras. 



Lúcia se declara para Antenor - Paraíso Tropical por MemorialGloriaPires

Depois de meses na Europa, curtindo a tão sonhada viagem de lua-de-mel com Antenor, Lúcia volta pra casa feliz da vida. Mas não está grávida. Volta para o Rio com uma novidade. Ela e marido, de comum acordo, resolveram tentar a gravidez por outro método: inseminação artificial.


Mas essa felicidade não dura muito, quando Bebel procura Lúcia e conta que está grávida de Antenor. Lúcia fica indignada. Magoadíssima, ela procura Antenor e acaba o casamento. 





Antenor obriga Bebel a fazer o exame de DNA. Mas Olavo conspira com o laboratorista, seu amigo. O técnico coloca na ampola etiquetada com o nome de Antenor Cavalcanti, o sangue de Olavo. O resultado não poderia ser outro: Antenor é mesmo o pai já que Bebel está realmente grávida de Olavo. 

Inconformada com a traição de Antenor com Bebel, Lúcia volta a morar com os país. Triste, ela começa a sentir tontura e acredita que é fruto da decepção que teve. Paula insiste que a amiga faça alguns exames de sangue a fim de descobrir o que ela realmente tem. 

É noite e Hermínia aguarda ansiosa a chegada da filha. Rói as unhas de nervoso. Espera a confirmação de suas suspeitas. Súbito, a porta se abre e por ela entra Lúcia. Há uma intensa troca de olhares entre mãe e filha. Lúcia está abatida, perplexa. Não fala nada, apenas deixa o corpo cair sobre a cama num gesto de abandono. É como se deixasse desabar com ele todas as suas esperanças. 

Quase não tem forças, mas usa todas as suas reservas pra falar, num fio de voz, aquilo que a perturba: “Positivo, mãe. Deu positivo”. Hermínia não sabe se ri de felicidade ou se consola o desespero da filha. Lúcia está grávida. Ela decide não contar nada para Antenor e planeja voltar para o Espírito Santo, para criar o filho sozinha. Cássio é quem aconselha Lúcia a não cometer o mesmo erro do passado. 




Nos acontecimentos finais, Paula consegue descobrir que a gravidez de Bebel não passou de um golpe armado por Olavo. Aliviada, Lúcia revela a Antenor que está esperando o herdeiro que ele tanto desejava. O empresário fica muito feliz e os dois voltam a viver juntos.



-Tradução da música tema do casal:


Equipe Memorial Gloria Pires

Fonte:
Arquivos Pessoais
Youtube
Imagens do google
Site oficial da novela
Memória Globo

Nenhum comentário: