sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Nos 70 anos da TV, Gloria Pires e Tony Ramos relembram perrengues de bastidores: de ataque de cupim a cóccix quebrado

Por: Naiara Andrade



Há pouco mais de 50 anos, dos 70 da TV no Brasil, Tony Ramos e Gloria Pires são recebidos nas casas de milhões de brasileiros, contando as mais diversas histórias, com as mais variadas aparências. Trata-se de uma intimidade tão mágica, que é capaz até de mudar a relação dos atores com pessoas que realmente lhe são próximas.

— No momento em que entro numa novela, gente com quem eu lido no meu dia a dia passa a me olhar de um jeito diferente. É muito interessante isso — comenta Gloria, aos 57 anos, cuja primeira aparição na telinha foi aos 4, na trama “A pequena órfã”, da Excelsior: — Eu tinha que subir num tablado, fazer um charme e sorrir. Quando percebi um monte de gente me olhando, fiquei apavorada, desci tremendo que nem vara verde. Para piorar, tive uma hemorragia nasal na cena com a vilã da história. Aí interromperam a minha participação no que hoje seria o elenco de apoio da novela.


Como ele relembra em detalhes, Tony, de 72 anos, que não começou criança, “mas um adolescente, na TV Tupi, em 29 de junho de 1964, no programa ‘Novos em foco’”, também saiu de seu primeiro “ao vivo” com as pernas bambas. E coleciona histórias curiosas de bastidor. Como refletores que superaqueceram e estouraram, como tiros, em meio a uma cena romântica, que precisou ser toda refeita, já que na época não havia como editar e era necessário gravar toda a sequência de novo.

— Em “Grande Sertão: veredas” (1985), eu e Tarcisão (Tarcísio Meira), numa cena de emboscada de madrugada, tínhamos que engatinhar com a faca entre os dentes. Numa pausa pedida pelo diretor, ouvi um som alto, como se estivessem mastigando pipocas. Aí um colega atrás de mim avisou: eu tinha parado em cima de um monte de cupim! Aguentei até o fim e, quando a câmera me deixou, fui arrancando toda a roupa, alucinadamente. Sou pródigo em pelos, então era uma centena de insetos agarrados ao meu corpo. Naquele frio, eu de sunga, começaram a me jogar água gelada. Ficou todo mundo rindo, eu também me diverti, mas soltei uns dois bons palavrões pro alto. Pelo menos não tivemos que refazer a cena... (risos)


Pode não parecer, mas fazer TV é arriscado, apesar de toda a segurança envolvida.

— Numa situação aparentemente inocente, como de dança, você pode se machucar feio. Eu caí duas vezes do cavalo em “Memorial de Maria Moura” (1994), e numa delas fraturei o cóccix. Na cena final de “Água viva” (1980), eu e Kadu Moliterno quase nos afogamos na praia do Leblon. De roupa, fomos puxados pelas ondas — conta Gloria, num papo por Zoom com Tony e o EXTRA.


Parceria tardia, mas muito celebrada

Foi no alto de uma montanha rochosa na Grécia, depois de uma cansativa escalada para uma tomada ao pôr do sol, que Gloria Pires fez uma revelação a seu par de cena:

— Naquele lugar especial e tão improvável, tão perigoso, terminando uma novela longa e linda, me declarei a ele: estava realizando o sonho da minha mãe ao contracenar com Tony Ramos. Não deu tempo de ela ver (a também atriz Elza Pires morreu em 1993), mas foi incrível.



Após décadas de trabalhos na TV, foi só em “Belíssima” (2005) que o grande encontro dos atores, enfim, aconteceu.

— A ideia foi do (autor) Silvio de Abreu. Curiosamente, antes de a novela ir ao ar, rodamos o filme “Se eu fosse você”, com direção de Daniel Filho, que foi lançado um ano depois. Estar em cena com Glorinha foi sempre divertido e prazeroso — elogia o ator.


Na TV, a dupla ainda se encontrou em “Paraíso tropical” (2007), “Guerra dos sexos (2012) e “A grande família” (2014), quando viveu Lineu e Nenê no último episódio do seriado. Em breve, a celebrada parceria será renovada na novela de João Emanuel Carneiro, com título provisório de “Olho por olho”. Ambos serão antagonistas: ele, um empresário inescrupuloso; ela, uma mãe que rejeita a filha cega.

— Com os atrasos da pandemia, João Emanuel está mexendo mais na história. Recebemos a sinopse, mas não podemos falar muito. Só que a novela é, no mínimo, surpreendente — atiça Tony.

Personagens que marcaram épocas

Atores costumam dizer que personagens são como filhos: é difícil privilegiar um ou outro. Mas, num universo de dezenas deles, Gloria consegue eleger suas três prediletas:

— Maria de Fátima (“Vale tudo”, 1988), que viveu situações com que eu estava lidando, na minha vida pessoal, e foi uma catarse. As gêmeas Ruth e Raquel (“Mulheres de areia”, 1993), pela busca de ser igual sendo diferente. E Beatriz (“Babilônia”, 2015), por ser radicalmente oposta a mim. Ela trouxe à tona um lado sensual meu que eu nunca tinha trabalhado.


Tony, que diz ter contado 128 papéis em sua carreira, também já se multiplicou numa mesma trama, quando deu vida aos irmãos João Victor e Quinzinho, de “Baila comigo” (1981). Ele protagonizou o primeiro nu masculino em novelas, em “O astro” (1977).

— Convencer a censura de que aquela não era uma cena sensacionalista, e sim de voto à la São Francisco de Assis, foi poderoso — relembra ele, que, além de fazer, adora assistir a novelas: — Ah, eu estou louco pela volta de “Amor de mãe”!

Fonte: Jornal EXTRA


quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Gloria Pires mostra presente que ganhou de aniversário dos fãs e comemoração com a família

Gloria Pires comemorou seus 57 anos de idade em família no domingo (23). Depois de ganhar uma declaração do marido, o cantor e músico Orlando Morais, com direito a um café da manhã surpresa, a atriz teve o dia recheado de celebrações. Das fãs, ela ganhou um pé de ipê roxo. "Não poderia ter recebido um presente mais especial", afirmou nesta segunda-feira (24)

Em quarentena com a família em uma propriedade nos arredores de Brasília, Gloria contou com a companhia dos quatro filhos -- Cleo, 37, Antonia, 28, Ana, 20, e Bento, 15 --, do marido e da sogra, Odícia de Morais. O ator Paulo Dalagnoli, namorado de Antonia, e o estudante Guilherme Curti, namorado de Ana, também celebraram com a atriz. 

Após acordar com flores e café da manhã, Gloria for à área externa da casa receber um presente enviado por fãs. "Os 'glorioses' me mandaram esta árvore, um ipê, para plantar. É a primeira árvore que planto na minha vida. Para tudo tem uma primeira vez. Planto minha primeira árvore aos 57 e o ipê, na minha opinião, é uma a árvore mais linda do cerrado", disse. Segundo a atriz, sua intenção é que a área externa da casa tenha "um caminho de ipês". "O primeiro foi plantado no meu aniversário e enviado pelos 'glorioses'", afirmou ela, referindo-se aos admiradores. Além da equipe do Memorial, Karine, Josué e Cíntia, também fizeram parte do presente os fãs, Alessandro, Eduardo, Elizeu, Fabiano, Francis, Helen, Jéssica, Quinho, Tom, Val, Valéria e Vinicius.

No Instagram Stories, também foi mostrado o momento em que a aniversariante recebeu as felicitações da sogra, Odícia. "Obrigada pelo presentão que você me deu", disse Gloria afirmando que Orlando é seu "presentão". A família também se reuniu para assistir ao por do sol no fim do dia.

Fonte:
Quem
Instagram

domingo, 26 de julho de 2020

Gloria Pires participa do Saia Justa em 2016

Vamos relembrar essa participação maravilhosa da Gloria Pires no programa 'Saia Justa' do Canal GNT, em 2016?

 Só apertar o play.

 

Gloria Pires em entrevista para o Jornal Correio

Ronaldo Jacobina - 26/07/2020

Atriz passa a quarentena com a família na sua fazenda no interior de Goiás e faz planos para voltar à TV na próxima novela de João Emanuel Carneiro
Foto reprodução instagram

Quando foi declarada a pandemia, Éramos Seis, novela protagonizada pela atriz Gloria Pires, foi a única que contou sua história até o fim porque todas as cenas já haviam sido gravadas. Tão logo as gravações acabaram, a artista reuniu a família e partiu para sua fazenda no interior de Goiás, onde permanece até hoje, cumprindo uma rotina carregada de amor, música e muita oração. 

Considerada a maior atriz brasileira de sua geração, Gloria Pires está aguardando a vida voltar ao normal para retomar seus projetos profissionais que incluem uma novela do autor João Emanuel Carneiro e dois filmes. Até lá, segue curtindo a família e a vida simples do campo, onde planeja morar um dia, quando se aposentar. De lá, a atriz faz uma pausa na sua rotina familiar para conversar, com exclusividade, com o CORREIO. 

 A novela Éramos Seis acabou no isolamento social. Como foi viver a Lola? 

 Foi uma sorte conseguirmos terminar a novela. Foi um trabalho tão especial, tudo colaborou para dar certo. Além do sucesso de público, foi um enorme sucesso internamente. Havia um prazer genuíno no encontro dos colegas. Posso dizer que será inesquecível. 
Gloria Pires como Lola na novela Éramos Seis (Foto:Raquel Cunha/TV Globo)
Logo depois você seguiu com a família pra fazenda no interior de Goiás. Como tem sido a quarentena reunindo todos? 

Estamos vivendo um dia depois do outro, com muita oração e todos os cuidados. Temos o privilégio de podermos ficar em casa. Rotina alterada, como de todo mundo, mas o fato de estarmos juntos acalma o coração. Atividade física moderada, alimentação idem... A minha casa vive cheia de música, o que é um santo remédio contra a ansiedade e tristeza. Cada um procura acolher o outro, nas horas em que o medo e a incerteza querem dominar. Temos uma rede de amor aqui. 

Tem acompanhado a política do país? 

Acompanho à distância, o quanto possível, na tentativa de não me abalar com as notícias, mas tem sido bem difícil! Tenho a sensação de que estamos vivendo num quadro do Porta dos Fundos, com as falas absurdas que nos atingem todos os dias. Rezando pra isso passar logo... 

Você viveu muitos momentos difíceis ao longo de sua vida por conta de boatos, das fake news, num tempo em que não havia redes sociais. Como você vê essa campanha de ódio e disseminação de mentiras nas redes sociais? 

A fofoca faz parte da vida das pessoas e deve ser combatida, diariamente. A internet é um veículo de inclusão muito importante, por isso creio ser urgente uma legislação que não somente puna os criminosos, como balize as boas práticas nas redes. Tenho uma equipe muito responsável e antenada. Rede social não é brincadeira e todo o cuidado é pouco. 

Que projetos você tem para o pós-pandemia? 

Tenho a novela de João Emanuel Carneiro e dois longas-metragens, aguardando a retomada. 

Que lições você acredita que a pandemia deixará para a humanidade? 

Eu estou aprendendo muito sobre mim mesma. Todos nós fomos obrigados a repensar nossas práticas e costumes, cada um dentro de sua realidade. 

 Acha que o segmento de cultura vai demorar para voltar? 

No formato tradicional, creio que sim. Fomos os primeiros a sair de circulação. Por isso é tão bem-vinda a Lei Aldir Blanc. Há muitos profissionais da cultura em extrema necessidade. 

Quatro filhos e mais de 30 anos de casamento feliz. Qual o segredo? 

 Não tem receita. Os obstáculos têm sido vencidos pela nossa amizade verdadeira, pela confiança e porque temos nossos projetos e mantemos a individualidade e o respeito. 
Gloria e Orlando com os filhos Cléo, Antônia, Ana e Bento (Divulgação)
Você é família. Tem vontade de ser avó? 

Muita! Mas sem pressão... 

Você começou a carreira ainda menina. Tem saudosismo? 

Não sou saudosista. Sempre acho o presente melhor, porque guarda a possibilidade de olhar pra frente, projetar possibilidades e partir para a realização. 

Você chegou a gravar um disco no passado, e vez por outra, aparece cantando com Orlando ao piano, além dos seus filhos Ana e Bento estarem flertando com a música. Qual o lugar da música na sua vida? 

Amo música. Tem importância fundamental na minha rotina. Nossos filhos recebem todo o nosso apoio, para o que decidam fazer como carreira. 

Você pensa em aposentadoria? O que fará quando parar? 

Penso, sim. Certamente irei viver no meio do mato. Tenho essa fantasia. 

Você tem uma boa relação com a Bahia, onde tem casa e amigos. O que a atrai aqui? 

A Bahia é como uma mãe, que a todos recebe de braços abertos. Ter amigos verdadeiros aí nos ligou com mais força a terra, com sua cultura e suas tradições, que são encantadoras.

Gloria Pires gosta da vida perto da natureza (Reprodução/Instagram)

Fonte:
Site Jornal Correio

quinta-feira, 16 de julho de 2020

Gloria Pires celebra volta de 'Vale Tudo' e relembra Maria de Fátima: 'Com ela, passei à idade adulta'

Novela icônica de 1988 chega ao Globoplay neste domingo, 19/7. 

Maria de Fátima, personagem de Gloria Pires em 'Vale Tudo', era ambiciosa e mau-caráter — Foto: Acervo/CEDOC

A icônica novela Vale Tudo, que foi ao ar na Globo originalmente em 1988 e marcou para sempre a dramaturgia brasileira ao retratar as mazelas humanas e sociais do Brasil como poucas novelas o fizeram até aquele ano, poderá ser assistida novamente a partir de domingo, 19/7, no Globoplay. 

A obra, escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères e dirigida por Dennis Carvalho, Ricardo Waddington e Paulo Ubiratan, é uma das mais importantes da história da televisão, dona do mistério que fez o Brasil parar se perguntando “quem matou Odete Roitman?”, personagem inesquecível de Beatriz Segall. 

Entre tantos personagens que marcam a trama, o autor Gilberto Braga destaca a relação entre Raquel Accioli (Regina Duarte) e a filha Maria de Fátima (Gloria Pires). “Achei que esse antagonismo ia conquistar o espectador”. E de fato foi memorável! 

Gloria Pires em 'Vale Tudo', de 1988, e em 'Éramos Seis', de 2020 — Foto: Acervo TV Globo | Paulo Belote/Globo

Com apenas 25 anos de idade, quando deu vida à personagem, Gloria Pires pontua que Maria de Fátima foi uma das mais importantes de sua carreira. 

"Foi um divisor de águas, na vida e na carreira. Foi com ela que passei à idade adulta e também para um outro patamar profissionalmente", destaca a atriz. 

Em Vale Tudo, Maria de Fátima, ao contrário da mãe, que sempre batalhou para sobreviver honestamente, é movida por seu desejo quase doentio de subir na vida e com aversão à sua origem e à pobreza, é capaz de passar por cima de tudo e todos para atingir seus objetivos. "(Ela é) Uma jovem mulher ambiciosa e sem empatia. Creio que se encaixa no perfil psicopata", avalia Gloria. 

No início da trama, a jovem vende a única propriedade da família, no Paraná, e foge com o dinheiro para o Rio de Janeiro para tentar a carreira de modelo. Desesperada e preocupada, Raquel vai atrás de Maria de Fátima e passa a vender sanduíches na praia. Enquanto a filha se alia a César (Carlos Alberto Riccelli), um aproveitador do mais baixo calão que a estimula a seduzir o milionário Afonso Roitman (Cássio Gabus Mendes) e se casar por interesse.

Hoje, Gloria aponta qual, na sua opinião, foi a pior de todas as coisas que a Maria de Fátima aprontou: "Sem dúvida, deixar a mãe desamparada". Ela também relembra a cena que mais lhe marcou. 

"Houve uma cena que fiquei bloqueada. Era com o pai, Rubinho. Ela o desclassificava, como “fracassado” que era, o humilhava"

Maria de Fátima (Gloria Pires) deu o golpe na mãe e foge para o Rio de Janeiro, em 'Vale Tudo' — Foto: Acervo/CEDOC

Para a atriz, que já tem 50 anos de carreira, o maior desafio de interpretar Maria de Fátima, aos 25, foi fazer uma personagem "cerebral". 

"Antes de qualquer coisa, preciso dizer o quanto adoro essa novela. O melhor do estilo Gilberto Braga está lá, com todas aquelas tintas do folhetim tradicional. O meu entendimento era que Maria de Fátima era uma personagem cerebral, eu busquei fazê-la desprovida de empatia, como os psicopatas são, em vez de acentuar os atos condenáveis que cometeu contra a própria mãe"

Gloria ainda comenta que, com o enorme sucesso que fez na época, a novela acabou por criar um vínculo muito grande com público, nunca visto antes. "Acho que Vale Tudo inaugurou uma questão que eu não havia reparado antes, nas novelas, a empatia do público com a vilania. Isso é muito interessante porque a crítica social que a novela traz é muito próxima", finaliza.

Fonte:

domingo, 5 de julho de 2020

10 anos da biografia ’40 anos de Gloria’

Foi no mês de julho de 2010 que a biografia ‘40 anos de Gloria’ chegou nas livrarias do Brasil. Para comemorar os 10 anos de lançamento do livro o blog preparou esse post relembrando momentos desse projeto. 

Vem matar a saudade com a gente!! 

Lançado pela Geração Editorial e escrito por Eduardo Nassife e Fábio Fabrício Fabretti, o livro conta a história da trajetória de vida pessoal e artística da atriz Gloria Pires. Os 40 anos de atuação nas telas são descritos com detalhes, relatos, lindas fotos inéditas e curiosidades da carreira da atriz, além de depoimentos de grandes nomes do meio artístico, como Chico Anysio, Gilberto Braga e Daniel Filho.  
Eduardo Nassife, Gloria Pires e Fábio Fabricio  Fabrete 
A biografia foi dividida em 25 capítulos e contou com design de Giovanni Bianco e fotos de Marcelo Faustini, que juntos compuseram essa capa que é puro luxo. Maravilhosa! 


Cíntia e Gloria no encontro em 2015
O registro da carreira da Gloria em livro transformou-se em um grande presente para os amantes da arte e para os fãs como pontua Cíntia Martins"Como fã, a biografia me trouxe a imersão no trabalho da Gloria e os bastidores dessa carreira iluminada e sólida. Comecei a ser fã da Gloria por seu trabalho e logo me encantei com a pessoa Gloria Pires, acho impossível não se encantar por ela, por seu trabalho e por sua história. Agradeço aos autores, Eduardo Nassife e Fabio Fabrício Fabretti pela dedicação a esse trabalho glorioso e agradeço também a Gloria por ter aceitado contar a sua história e sua dedicação pela cultura. Que venham muitos anos de carreira!". 

Valéria e Gloria no encontro em 2019
Para Valéria Lima, o livro proporcionou uma aproximação com a Gloria: "Nós, fãs, agradecemos ao Eduardo Nassife por fazer um trabalho tão bonito. A biografia trouxe a Gloria mais para perto da gente. Foi muito bom conhecer histórias e bastidores dos mais belos trabalhos feitos por essa atriz maravilhosa, que prende o público em frente à tela e encanta, uma pessoa simples e carinhosa com os fãs." 

Além da oportunidade de adquirir a biografia e conhecer mais sobre a vida de uma das maiores atrizes do Brasil, os fãs puderam ter sua biografia autografada durante os lançamentos realizados em 5 capitais do país. Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia, Porto Alegre e Salvador foram contempladas com lançamentos, viabilizando a oportunidade de alguns fãs realizarem o desejo de conhecê-la pessoalmente. 

 Nesse post nostálgico vamos relembrar encontros incríveis durante os lançamentos.


O primeiro lançamento aconteceu no dia 05 de julho na livraria Saraiva do Shopping Rio Sul no Rio de Janeiro. Glorinha, ao lado de Eduardo e Fábio, recebeu fãs e amigos em uma noite de autógrafos e abraços. Entre os colegas de profissão que foram prestigiar a atriz estavam Tony Ramos, Arlete Salles, Beth Goulart e Louise Cardoso, além do autor de novelas, Ricardo Linhares


Antes de começar a sessão de autógrafos, Gloria recebeu os jornalistas em uma área reservada para uma entrevista coletiva. Na ocasião, ela revelou que se emocionou com o resultado final do livro:“Não pensava que esse trabalho iria mexer tanto comigo. Até os meus filhos se envolveram neste processo. Eles me ajudaram a escolher as fotos e levaram a publicação para os amiguinhos da escola conhecerem o conteúdo.” contou ao R7 durante a coletiva na época.

O momento em que Vinícius encontrou Gloria
Fã de carteirinha da Gloria, Vinicius Moraes contou pra gente a emoção dessa noite agitada: "Eu lembro bem desse dia. E lá se vão 10 anos.  Eu morava em Curicica, Jacarepaguá e o evento seria na zona sul, do outro lado da cidade. Peguei um trânsito "maravilhoso" no horário de pico, mas todo o esforço e correria valeram a pena. O evento foi um sucesso, tanto que a livraria estava mega lotada.  Depois de um tempo esperando e com os olhinhos vidrados nela, chegou minha vez de conhecê-la. Eu acho que consegui falar 10% do que gostaria. Mas sentir a mão e o olhar carinhoso dela já compensou a minha falta de palavras. Sai dali muito feliz e com a certeza de que aquele era o primeiro de muitos encontros. Gratidão eterna ao Edu por ter a ideia desse projeto que uniu todos nós".



O segundo lançamento aconteceu no dia 12 de julho em São Paulo e contou com uma coletiva de imprensa. Acompanhada dos autores, Gloria comentou sobre a influência do seu pai (Antônio Carlos Pires) na escolha da profissão de atriz: “Eu acho que se não tivesse este exemplo dentro de casa, não seria atriz. Desde pequena via meu pai trabalhando e acompanhava o processo de composição do personagem. Se eu não tivesse mãe ou pai na área, acho que teria escolhido outra coisa. Profissão de artista não era nem bem vista naquela época.” declarou durante a coletiva em 2010.

Tom ao lado do Eduardo e da Gloria
No Shopping Higienópolis Gloria ganhou o carinho dos admiradores durante sessão de autógrafos na capital paulista. "Na noite de autógrafos dos 40 Anos de Gloria eu vivi a emoção de estar cara a cara com a minha atriz preferida e foi maravilhoso. Estava diante de Ana Terra, de Rosália, Fátima, Sarita e Stella. Podia comprovar a beleza das gêmeas, da Nice, e saber que, sim, ela existia e era exatamente o que eu imaginava. Só não podia imaginar a disposição e o olhar carinhoso, para um fã que de tão emocionado não conseguia falar nem soube aproveitar a oportunidade para lhe dar um abraço. Mesmo entrando duas vezes na fila" relembrou o fã veterano Tom Dutra

Fã de longa data, Val Mataverni também nos contou como foi essa noite para ele: "Passei muito anos sonhando com o dia de conhecer a Gloria. Quando ela chegou à Livraria, meu coração parecia que ia "sair pela boca", minhas pernas tremeram e fiquei muito, muito emocionado! Foi uma noite especial, mágica e feliz proporcionada pelo Edu Nassife, que nos fez esse convite tão gentil e carinhoso, e nos presenteou com a oportunidade de conhecer a Glorinha pessoalmente. O livro tem uma leitura saborosa, uma viagem aos momentos especiais e gloriosos dos 40 Anos de Gloria!" pontuou ele, que foi ao lançamento acompanho do também glorioso, Fabiano Silva.

Michael ao lado dos autores e de Gloria
Assim como Tom e Val, outros fãs paulistas também relataram a admiração que sentem por Gloria: "Sou brasileiro, sou latino e, como qual, cresci assistindo as telenovelas, um produto cultural muito forte em nosso país. E é normal passar a sonhar com essa fábrica de sonhos e adquirir uma admiração por aquela atriz ou aquele ator. Mas o que nos leva a ter essa admiração, além da deferência pelo trabalho de uma atriz? O seu caráter. A mesma forma de pensar. E Gloria é isso: é humana, é empática, é solidária." exaltou Michael Godoy, que lembra a emoção que sentiu durante a noite de autógrafos: "minhas mãos suavam, meu corpo tremia, não sabia o que dizer na hora que eu estivesse cara a cara com ela. E eu não disse nada. Não consegui. Ela, gentilmente, colocou minha mão entre as dela e disse: “Tá tudo bem? Quer um copo d’água?”. Que amor. Que ser humano. Que atriz. E hoje, sempre que nos encontramos, por intermédio do Edu Nassife, o carinho e a admiração aumentam. Obrigado, Gloria Pires, a maior e melhor atriz deste país."

Como convidada mais do que ilustre, o lançamento contou com a presença da veterana Laura Cardoso com quem Gloria atuou na novela "Mulheres de Areia", de 1993.
Gloria recepciona Laura Cardoso
"O lançamento do livro foi um enorme sucesso, lá tive também o prazer de conhecer Laura Cardoso que foi maravilhosa. Foram muitas as emoções, fica difícil colocar no papel." pontuou Elizeu Almeida, fã apaixonado por 'Mulheres de Areia', que nos relatou a emoção que sentiu com o lançamento:
Elizeu ao lado de Eduardo e Gloria
"Me lembro claramente daquele dia lindo e incrível. Me preparei todo, dias antes combinei com o coordenador do trabalho, pois precisava sair um pouco mais cedo, eu não poderia me atrasar de jeito nenhum. Quando cheguei lá a ansiedade me consumia, além do lançamento do livro '40 Anos De Gloria', era também o dia que conheceria um ídolo: 'Gloria Pires'. Fiquei naquela fila, quando cheguei na frente dela eu não consegui dizer nada, fiquei sem reação, graças a Deus que o Eduardo Nassife me disse, 'Não precisa dizer nada', enquanto ela segurava minha mão. Tirei fotos, ganhei autógrafos deles. Eu digo que foi um dos dias mais felizes da minha vida."
Mateus emocionado cumprimentando Gloria 
O fã Mateus Gomes também aproveitou a oportunidade para conhecer pessoalmente sua  ídola e nos relatou sobre o encontro. "Aquela noite foi especial. Lembro que quando a Glorinha entrou o lugar se encheu de uma energia tão contagiante, uma sensação de que todos ali eram especiais, únicos. Ela muito calma, atendendo a todos, eu fui o segundo da fila e falei pra ela: eu te amo! Ela respondeu: 'Aí que amor!!!' Eu não esqueço de nenhum detalhe, e foi na noite de autógrafos em São Paulo e de quebra conheci o Edu, escritor nota mil!"



Depois do eixo RJ-SP foi a vez de Goiânia receber o lançamento, cidade onde Gloria morou por um tempo e onde tem parentes e amigos. Na livraria Saraiva do Flamboyant Shopping, no dia 13 de julho de 2010, fãs, amigos ilustres e jornalistas disputaram um espaço para prestigiar a atriz. Orlando Morais, marido de Gloria e Antonia, filha da atriz, também estiveram no evento. 
Gloria e Jéssica

Goianiense e Gloriosa, Jéssica Guimarães esteve presente no laçamento e falou sobre o momento: "Há 10 anos, realizei um dos meus maiores sonhos, conhecer Gloria Pires. Lembro que estava tremendo  de nervoso, muito nervosa mesmo. Não tenho palavras para descrever esse momento, só pensava 'nossa, ela e de verdade! rs'. Ao longo desses 10 anos muita coisa mudou, através de Gloria conheci pessoas incríveis, viajei para o Rio de Janeiro para reencontrá-la, algo que parecia muito inviável para mim. Para sempre seremos muito gratos ao Eduardo pela ideia de fazer a biografia, porque foi graças ao livro que isso tudo aconteceu."







Dia 15 de julho foi a vez de Porto Alegre receber Glorinha. Em um primeiro momento aconteceu um bate-papo sobre a biografia que foi comandando por Túlio Milmann, jornalista da TV local. Depois uma sessão de autógrafos dentro da Saraiva do Shopping Praia de Belas. 

Bate- papo e noite de autógrafos
Em conversa Eduardo nos contou que depois da noite de autógrafos no Praia de Belas, Gloria, os autores e amigos foram jantar. Em seguida, já de madrugada, Gloria, os autores e poucos amigos caminharam pelas ruas de Porto Alegre, enfrentando um frio de 2°C, pararam em uma cafeteria, onde tomaram chocolate quente e comeram o famoso doce de leite gaúcho. Gloria e Eduardo haviam saído de uma ensolarada Goiânia com uma temperatura de 35°C e, duas horas depois, desembarcaram em Porto Alegre, onde os termômetros marcavam 4°C. Gloria, que não sabia das baixas temperaturas na capital gaúcha, pediu ao fiel amigo Padilha que levasse roupas de frio para ela em São Paulo, onde se encontraram no aeroporto.
Gloria e Eduardo em Porto Alegre


Livraria lotada
Fechando as noites de autógrafos, no dia 31 de agosto de 2010 a capital baiana recebeu Gloria e Eduardo Nassife para o último lançamento da biografia '40 anos de Gloria’. Seus admiradores lotaram a livraria Saraiva do Shopping Salvador e além do lançamento do livro, o público pôde conhecer um pouco mais sobre a trajetória da atriz em uma exposição que reuniu fotos e trechos da publicação. 

Alexsandro ao lado da Gloria
Diretamente de Fortaleza, Alexsandro Silva foi ao encontro da Gloria em um voo "bate-volta" cheio de emoção e expectativa. "Nunca desista dos seus sonhos!" Uma frase que representa bastante o tempo em que esperei até finalmente conhecer uma pessoa superespecial para mim: Gloria Pires. Há dez anos, enfrentei todos os meus medos e anseios, viajei pela primeira vez de avião, saindo de Fortaleza para Salvador, com o único propósito: conhecer minha atriz preferida, que durante muito tempo, sempre fui fã. Esperava por esse momento desde o ano de 1993, época em que comecei a ser fã de Gloria Pires, pois assistia a novela 'Mulheres de Areia' e a cada cena interpretada por ela, minha admiração aumentava ainda mais, principalmente por ver uma atriz tão sensacional em todos os aspectos. Foi então que minha admiração foi crescendo e hoje sou um grande fã e eterno admirador dessa grande atriz e mulher chamada GLORIA PIRES!"


Karine e Glorinha
Baiana e Gloriosa desde a adolescência, foi a notícia do último lançamento na sua capital que fez Karine Veiga pular enlouquecida pela casa, afinal não é todo dia que tem-se a oportunidade de conhecer quem você tanto admira. "Lembro que fui para Salvador com meus pais, estava radiante e ansiosa para conhecer a Glorinha. O livro '40 anos de Gloria' eu já tinha lido em 3 dias e levei para ela autografar. Depois de esperar em uma longa fila, entrei na sala em que ela estava... linda, radiante, ao lado do querido amigo, Eduardo. Ainda de longe e rodeada de pessoas, fixei meu olhar e acenei pra ela, joguei um beijo e ela retribui, parecia que já me conhecia. Depois de um longo abraço falei para ela da minha imensa admiração e carinho. Durante toda a noite me senti querida com tanta atenção que recebi. Foi incrível! Voltei para casa com o coração realizado. Lembrar daquele momento ainda hoje me emociona porque eu recordo que a partir dali acreditar na realização dos meus sonhos foi muito mais fácil."



Josué abraçado com Gloria no encontro de 2011
Para comemorar um ano do lançamento da biografia, os autores organizaram um encontro especial no Rio de Janeiro com fãs convidados, e direito a um bate-papo incrível com a Gloria e os autores. O fã Josué Palácios, que na época não pôde ir aos lançamentos de 2010, aproveitou o encontro de 2011 para realizar seu sonho de encontrar com Gloria. "Na época do lançamento da biografia '40 Anos de Gloria' foi uma euforia total entre nós, os fãs da atriz Gloria Pires. Lembro-me que não pude ir em nenhum dos lançamentos mas um amigo (até então virtual) comprou a biografia no lançamento em São Paulo e me mandou autografada. Foi uma felicidade imensa e um presente que guardo com muito carinho. Na época não pensei que fosse conhecer a atriz pessoalmente e um ano depois pude estar em uma tarde de autógrafos em comemoração ao primeiro ano do lançamento e ainda ter o privilégio de conhecer os amigos que eu já conversava há anos e isso perdura até hoje. É um livro que todo 'glorioso' deve ter, muito bem elaborado pelo idealizador e maravilhosamente escrito. Parabéns aos autores que tornaram esse sonho de ter um pouco da vida profissional da atriz contada para nós e com registros lindos em fotos."

Gloria e Helen no encontro de 2011
A fã mineira Helen Cristina também viajou para a cidade maravilhosa ao encontro da Gloria. Ela nos contou sobre sua admiração e sobre os momentos gloriosos que já vivenciou: "Não tenho palavras para expressar a minha emoção, carinho e amor por uma pessoa tão especial, que mesmo sem nos conhecer, tirou um pouco do seu tempo para alegrar o nosso dia. Ao longo desses 10 anos foram cinco encontros com a melhor atriz e melhor pessoa que poderia conhecer. Até hoje me pego pensando: 'será que é um sonho ou realidade?'. Te conhecer foi umas das melhores coisas que aconteceu na minha vida, sou eternamente grata pelo seu carinho e atenção. Que venham outros! Só tenho a agradecer, obrigada, te amo sempre🥰"

Gloria se maquiando para o ensaio fotográfico da biografia. Foto do arquivo pessoal de Eduardo Nassife.
Para fechar essa comemoração o blog teve a honra de receber o depoimento dos autores da biografia. Fábio Fabrício Fabretti relatou: "Sou um autor que gosta de escrever sobre tudo e para todos os públicos. Especialmente biografias, que, para mim, trata-se não somente de eternizar a carreira de um artista, mas também homenagear aqueles que deixam seu nome na história da nossa cultura. Esse livro, em especial, foi um marco para minha vida, pois simbolizou um dos primeiros passos rumo à uma jornada gratificante e reconhecida. Depois de Gloria vieram tantas outras: Neusinha Brizola, Gretchen... e assim sucessivamente. Porém, Gloria foi a minha glória. Agradeço pelo carinho até hoje recebido pelos fãs e densos parceiros nessa empreitada. E, claro, à própria Glorinha, por sempre ter sido tão profissional, honesta e dedicada com esse projeto. Repito sempre que uma biografia é mais do que um livro: é um presente que recebemos dos artistas que admiramos e que nos inspiram."
Eduardo Nassife, Gloria Pires e Fábio Fabrício Fabretti no lançamento da biografia em 2010
Eduardo Nassife fez questão de dividir conosco esse grande momento: "O dia 05 de julho de 2010 ficará marcado para sempre na minha vida e na minha breve carreira de escritor. Depois de anos debruçado sobre esse trabalho, finalmente, ele estava ali, na minha frente, palpável, sólido, personificado em páginas, letras, fotografias e principalmente dedicação e amor. Escrever sobre quem você gosta, respeita, admira, e tentando manter um distanciamento entre a ídola da TV e o que escrevíamos sobre ela não foi tarefa fácil." 
Eduardo e Gloria
Nesses dez anos, eu quero agradecer à Glorinha e sua família, por terem me dado essa oportunidade, ainda mais a um escritor, na época, inexperiente, iniciando a carreira. Quero agradecer à Solange Barcellos e Suzana Morais, pois sem elas eu não teria conseguido. Agradeço ao Fábio Fabrício Fabretti pela parceria nesse trabalho. Sem dúvida, ele contribuiu muito com o resultado final do livro. Também agradeço aos meus pais, aos meus amigos, aos fãs desse patrimônio vivo da nossa Cultura, que é Gloria Pires. Foi uma noite gloriosa, trocadilho à parte, e que eu jamais esquecerei. Uma das noites mais felizes de toda a minha vida. Talvez esse seja o trabalho que eu mais tenha gostado de fazer, sem ser injusto com os outros. A cada um que ajudou, que acreditou, que foi ao lançamento, que emanou um pouco de amor e carinho a nós, o meu muito obrigado. Que mais 40 anos de Gloria venham! Evoé!" relatou Eduardo. 
Enquanto a gente estava preparando o post Gloria nos mandou uma mensagem fofa ♥ 

A equipe do blog agradece a todos os amigos que compartilharam momentos lindos, enriquecendo esse post e tornando mais especial nossa comemoração aos 10 anos da biografia '40 anos de Gloria'. Um agradecimento especial ao Eduardo que sempre nos proporciona momentos lindos e a Gloria pela atenção com os fãs, sendo sempre tão generosa e iluminada. 

Com carinho, 
Equipe Memorial Gloria Pires 
Cíntia, Gloria, Karine e Josué no encontro em 2015