quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Novela de Gilberto Braga, 'Dancin' days' será exibida pelo Viva

E o Viva mudou tudo. O canal de TV por assinatura desistiu da reprise da novela “A Viagem” em substituição a “Água Viva”, a partir de abril – como havia noticiado anteriormente. Atendendo aos anseios do público saudosista, a faixa da meia-noite do canal continuará exibindo tramas mais antigas. “A Viagem'' volta à tarde, no lugar de “A Próxima Vítima'' (às 16h15).


Sai “Água Viva”, novela de Gilberto Braga, de 1980, e entra “Dancin´ Days”, trama anterior de Braga, exibida em 1978 – a produção mais antiga a ser reprisada pelo Viva. Considerada hoje um “clássico” de nossa Teledramaturgia, “Dancin´ Days” virou uma verdadeira febre quando foi ao ar. A novela aproveitava a “onda disco” que vinha no rastro do sucesso do filme “Os Embalos de Sábado à Noite”, com John Travolta. 

Como resultado, proliferaram discotecas pelo país. “Dancin´ Days” era o nome de uma boate que o produtor musical Nelson Motta teve no Rio de Janeiro, em 1976: a “Frenetic Dancin´Days Discothèque” – inclusive citada na música “Tigresa“, de Caetano Veloso, gravada por Gal Costa antes da novela estrear. Era a estreia de Gilberto Braga no horário nobre global. A trama de “Dancin´ Days” era bem folhetinesca, baseada em um argumento de Janete Clair: a ex-presidiária Júlia Mattos (Sônia Braga) tenta refazer a vida tendo como maior objetivo criar laços com a filha adolescente, Marisa (Glória Pires com 15 anos na época), que não a conhecia e cuja tutela estava com a tia, Yolanda Pratini (Joana Fomm), irmã de Júlia, uma socialite metida a besta que não via com bons olhos essa aproximação. Paralelo à luta de Júlia para se restabelecer na sociedade, acontecia seu envolvimento amoroso com Cacá (Antônio Fagundes), um ex-diplomata entediado com a carreira que largava tudo para fazer cinema.


Além de por todo mundo para dançar, “Dancin´ Days” foi responsável por lançar modismos, desde esportes, como voo de asa-delta, até roupas e acessórios, como as famosas meias de lurex coloridas com sandálias de salto alto. As trilhas sonoras venderam como água, claro. Principalmente a internacional, repleta de sucessos da Era Disco. 

A novela chegou a ser tema de uma reportagem na revista norte-americana Newsweek, em novembro de 1978, destacando a influência que exercia sobre os hábitos de consumo do brasileiro. “Dancin´Days” foi reprisada apenas uma vez, entre outubro e dezembro de 1982, às 10 da noite. Em 2011, foi lançado o DVD da novela, num box com 12 discos – à venda nas lojas. “Dancin´Days” também serviu de inspiração para o filme “A Novela das Oito”, de Odilon Rocha, estrelado por Cláudio Ohana, em 2012.


Dirigida por Daniel Filho, Gonzaga Blota, Denis Carvalho e Marcos Paulo, a novela também tinha no elenco Reginaldo Faria, Pepita Rodrigues, Milton Moraes, Lauro Corona, Lídia Brondi, José Lewgoy, Mário Lago, Yara Amaral, Cláudio Corrêa e Castro, Beatriz Segall, Ary Fontoura, Mauro Mendonça e outros.

 “Dancin Days” volta dia 7 de abril, à meia-noite, com reprise ao meio-dia do dia seguinte.

Fonte:
Blog do Nilson Xavier

Um comentário:

Val disse...

Que MARAVILHA essa reprise!!! Glorinha e Laurinho, tão jovens e lindos....