domingo, 23 de fevereiro de 2014

A origem do poema recitado por Gloria Pires aos 5 anos de idade



São Paulo, 1968. Em plena época ditatorial, uma passeata de estudantes contra o governo de Costa e Silva agrupava - se nas imediações da Avenida 9 de Julho, cujos manifestantes eram agredidos por militares. Dentro de um ônibus, uma criança observava aquela cena, chocada: eram uma menina um pouco rechonchuda, de cabelos negros e lisos, que atendia por Gloria Maria Claudia Pires, então com 5 anos.
À noite, com a cena ainda ecoando em sua lembrança recente, a menina declamou uma poesia, rapidamente anotada em um caderno por sua mãe, Elza Marques Pires, que registrava todos os poemas de Gloria, sem suspeitar que aquele, especificamente, viria a ser, um dia, o primeiro parágrafo da biografia de sua filha.

Texto extraído da biografia "40 Anos de Gloria" (Eduardo Nassife e Fábio Fabrício Fabretti)
Páginas 27 e 28 - Geração Editorial (Junho de 2010)

Nenhum comentário: