domingo, 28 de fevereiro de 2016

Gloria Pires foi a grande homenageada do 19º Festival Internacional de Cine de Punta Del Este

Na última sexta-feira, dia 26 de fevereiro, a atriz brasileira Gloria Pires chegou ao charmoso balneário uruguaio de Punta Del Este para receber uma homenagem especial pela sua carreira e também para apresentar o inédito Nise: O Coração da Loucura, cuja estreia nos cinemas nacionais está prevista para o final de abril. Exibido pela primeira vez durante o Festival do Rio 2015, o longa assinado por Roberto Berliner ganhou os prêmios de Melhor Filme e Atriz no Festival de Tóquio, no Japão, e integrava a sessão Panorama – com exibição fora de competição – do 19º FIC Punta, o festival internacional de cine de Punta Del Este. 

02-gloria-pires-fic-punta-papo-de-cinema

Antes da sessão noturna, ainda pela manhã, Gloria Pires recebeu jornalistas e convidados para uma conversa com a imprensa no Conrad Hotel, um dos maiores e mais importantes de todo o Uruguai. Durante a coletiva, agradeceu a oportunidade e o carinho recebido pelos uruguaios. Aproveitou, também, para comentar detalhes sobre a produção e como foi interpretar uma personagem baseada em uma pessoa real. Ao seu lado estava o ator Charles Fricks, que no filme vive o crítico de arte Mario Pedrosa. Nise da Silveira foi uma importante médica e pesquisadora que desenvolveu conceitos inovadores de terapia ocupacional no Brasil, em meados do século XX, no Rio de Janeiro. Para sua pesquisa, Glorinha afirmou ter se baseado em documentário de Leon Hirszman e em livros sobre a retratada, além de ter conversado com muitas pessoas que a conheceram em vida. “A Nise era muito querida pelos artistas, e sua história é muito humana, repleta de detalhes que precisavam ser conhecidos. Nós visitamos os mesmos lugares em que essa história se passou, e tivemos um mês de ensaios antes das filmagens. Tudo isso colaborou para nos colocar dentro daquele universo, e espero que o pública perceba esse nosso esforço”

03-gloria-pires-fic-punta-papo-de-cinema

Para o público uruguaio, que em sua grande maioria ainda não havia assistido ao filme, Gloria Pires chamava atenção mesmo por sua participação em diversas telenovelas, a maioria também transmitida por emissoras do país vizinho. A próxima a ser lançada por lá recebeu o nome de Mujeres Poderosas – novo batismo para a conhecida Babilônia – que foi defendida pela atriz: “é uma trama sobre mulheres, e esse título também faz muito sentido. Todas as protagonistas possuem muito poder, e estão sempre indo atrás de mais”, comentou, aproveitando a ocasião para agradecer também à Rede Globo, a mesma empresa onde trabalha desde criança. 

Outro personagem lembrado durante a conversa foi a de Lota de Macedo Soares, que a atriz interpretou em Flores Raras (2013). “Assim como a Nise, a Lota também teve que enfrentar muitos desafios, e isso é algo que procuro em todos os trabalhos com os quais me envolvo”. Para completar, falou de sua próxima tarefa, agora como comentarista da festa do Oscar 2016: “muita gente está me comparando com o que o José Wilker fazia, mas não vai ser a mesma coisa. Ele era um cinéfilo completo, e eu sou apenas uma atriz que gosta de ver filmes”, afirmou, lembrando ainda de sua experiência da festa da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, quando esteve representando o filme O Quatrilho (1995), indicado a Melhor Longa em Língua Estrangeira. “Foi algo muito bacana e uma oportunidade incrível, que não vou esquecer nunca. Assim como estar aqui, em Punta del Este. São momentos como esses que fazem valer todas as dificuldades que enfrentamos no exercício da nossa profissão”, encerrou. 

(Fonte: Redação PdC)