domingo, 23 de setembro de 2012

Gloria Pires e a filha Antonia Morais estão em Guerra dos Sexos


Com 44 anos de carreira, Gloria Pires encara mais um desafio profissional. A partir de outubro, a esposa de Orlando Morais e mãe de Cleo, Antonia, Ana e Bento começa mais uma novela das 19h, na Globo. Desta vez, a atriz estará no remake de "Guerra dos Sexos", sucesso da década de 1980, com uma trama recheada de comédia. Ao seu lado, estão velhos parceiros de trabalho que animam as gravações. 

"Na verdade, com essa equipe, estou me sentindo como se estivesse de férias (risos)", diverte-se. Em primeiro lugar, Gloria faz referência ao diretor Jorge Fernando e ao autor Silvio de Abreu, amigos de longa data que foram responsáveis pela primeira versão da novela e estão de volta para a atual. "Jorginho sabe muito bem como usar a tecnologia a favor da trama", elogia. 

Além disso, Tony Ramos, Reynaldo Gianecchini e Irene Ravache, com quem trabalhou em "Belíssima", também estão de volta. Desta vez, Glorinha - como é chamada pelos colegas - será Roberta Leone, amiga de Charlô II (Irene Ravache) e dona da marca Postiano. Ao lado de Juliana (Mariana Ximenes) e Vânia (Luana Piovani), a personagem compra uma briga contra Otávio II (Tony Ramos), primo de Charlô II, que quer ter o controle da rede de lojas Charlô’s. O empreendimento é herança de família que vira alvo de uma disputa contagiante. 

"Minha personagem começa feliz até o final do primeiro capítulo, quando o marido dela morre. A partir daí, a mulher entra em parafuso porque corre o risco de perder a fábrica", confessa Gloria. Para completar, a empresária ainda se encanta por Nando (Reynaldo Gianecchini). 

Em sua primeira novela após a luta contra um tipo raro de câncer, Gianecchini interpretará o chofer da residência de Charlô II, apaixonado por Juliana (Mariana Ximenes). Sobre a participação de sua filha Antonia em "Guerra dos Sexos", a atriz revela não ter ajudado na seleção. "Fiquei sabendo do resultado, de que ela teria sido aprovada, e me segurei para não contar", confessa. Para Gloria, a jovem sempre demonstrou interesse pelas artes. "Quando pequena, Antonia adorava improvisar um palco para imitar a Sandy. Não demorava muito pra ela achar um Júnior que lhe fizesse companhia", brinca. 

Ao jornal 'O Dia' Antonia revelou: “Não pretendo ser a minha mãe, nem a minha irmã (Cleo Pires). Tenho identidade, meu temperamento, minha forma de atuar. Nunca vou chegar aos pés da minha mãe porque ela é uma diva. Só quero fazer o meu trabalho bem feito”

Gloria concorda: “Como se pudesse ser comparável. As pessoas são especiais porque cada uma tem a sua forma de ser. E ela está encontrando o jeito dela de interpretar”. Mesmo com uma veterana em casa, Antonia evita pedir ajuda. “Tenho medo de receber muita influência da minha mãe. A convivência já faz a gente ser parecida. Se eu pedir auxílio, acabou a minha história. Não tem graça”, explica a novata. 

Antonia garante que o fato de pertencer a uma família de artistas consagrados não facilitou sua entrada na TV. “Nenhum autor ou diretor daria a cara a tapa por uma pessoa sem talento, mesmo se fosse filha da rainha da Inglaterra. O que importa é fazer um bom trabalho”, avalia a atriz. a trama das 19h, que estreia dia 1º de outubro, ela será a vilã Leda e vai se envolver com Ronaldo, vivido por Jesus Luz, outro estreante: “Já fiz oficinas de interpretação. Sei como é cena de beijo, cresci vendo esse tipo de coisa. Não tem mistério”. Se o namorado, o empresário Romeu Bentes, não quiser assistir, ela entende: “Eu também não ia amar vê-lo beijando outra menina, não ficaria confortável. Mas ele está feliz por mim, sabe que estou realizada”.

Fonte:

Nenhum comentário: