quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Norma é presa injustamente pelo roubo dos dólares de Silveira

Ela é incriminada pela nota de dólar que guardou no bolso do robe

Leiam também: Léo Rouba os dólares de Silveira

Norma não acredita que está sendo considerada suspeita

Sob o impacto do roubo dos dólares e da humilhação que sofreu quando foi atrás de Léo (Gabriel Braga Nunes) no motel, Norma (Gloria Pires) volta para a chácara de Silveira (Hugo Carvana) e encontra vários carros de polícia com sirenes ligadas.
Ao entrar, ela encontra os policias e também Gomes (Denis Derkian), o advogado de seu patrão. Pergunta por Silveira e ouve a resposta agressiva do advogado: "Ele está morto!"
Confusa, ela é levada para o ver o corpo do aposentado caído no chão do escritório. O local está sendo analisado por peritos. Arrasada, Norma passa para os policiais a placa da moto usada por Léo e eles avisam que vão iniciar as buscas.
Norma é levada para a sala, para conversar com o investigador Clóvis (Antônio Karnewale). Ela jura que é inocente, mas Gomes a acusa o tempo todo. Nesse momento, o inspetor Santos (Marcelo Batista) vem do quarto de Norma com o robe dela nas mãos, protegidas por luvas: "A senhora reconhece que as duas peças de roupa são suas?", pede Santos.
São sim, por quê?", responde Norma.
Santos retira do bolso do robe a nota de dólar que Norma encontrou no chão da cozinha, logo após encontrar a caixa vazia: "Essa nota de 50 dólares... Estava no bolso do penhoar".
Ela não consegue explicar a história direito, até ser cortada pelo inspetor Clóvis:
"Dona Norma, a senhora está presa em flagrante pelo furto do dinheiro do senhor Silveira."
Não perca as emoções dessa quarta-feira, 9 de fevereiro!

Dólar no bolso incrimina Norma
Fonte de pesquisa:
Insensato Coração - Oficial

Nenhum comentário: