sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Norma pede ajuda a Dalva e cai em armadilha criada pela falsa amiga

Dalva e Juca se revelam cúmplices em golpe contra a enfermeira

Norma (Gloria Pires) recorre à Dalva (Suzana Ribeiro), única pessoa que lhe restou, para conseguir um advogado que possa defendê-la no caso do roubo dos dólares de Silveira (Hugo Carvana). Norma diz à amiga que tem "uns 15 mil" guardados para as custas do processo. Muito “solícita”, Dalva afirma que vai entrar em contato com um conhecido seu, um ex-paciente, que é advogado
O profissional de defesa vai à prisão conversar com a enfermeira e pede uma procuração para poder dar entrada na papelada. Norma se preocupa com os honorários dele. Celso é muito compreensivo: “Eu sei que a senhora não é uma pessoa de posses. Vou cobrar apenas honorários simbólicos”.
Norma fica tocada com a amizade de Dalva e comenta com sua colega de cela, Florinda: “A Dalva é um anjo de amiga! Me arrumou esse advogado, doutor Celso, um homem direito, compreensivo. Felizmente, apesar de tanta maldade, o ser humano no fundo é bom”.
A enfermeira nem desconfia que Celso chama-se Juca e está de conluio com Dalva para roubar o único dinheiro da amiga. Assim que sai da cadeia, Juca se encontra com a “amiga” de Norma, que pergunta se a mentira colou: “Sou profissa, qualé? Não é a primeira vez que me passo por advogado, conheço as manhas, o palavreado! Só podia dar nisso: caíram na minha conversa!” diz o parceiro. Dalva vibra: “Só falta pegar o dinheiro que a Norma tem guardado, aí a gente se manda para longe daqui!”
Parece que Norma ainda vai sofrer muito! Será que ela vai aguentar tudo calada ou a boa moça passará por uma grande transformação?
Confira a cena que vai ao ar nesta sexta, 11 de fevereiro.

Fonte de pesquisa:

Insensato Coração - Oficial

Nenhum comentário: