segunda-feira, 4 de maio de 2015

Babilônia: Beatriz mente para Diogo e diz que Inês era amante de Cristóvão


Diogo (Thiago Martins) vai ficar chocado com revelação de Beatriz (Gloria Pires) de que Inês (Adriana Esteves) era a verdadeira amante de Cristóvão (Val Perré), em Babilônia. Na verdade, a empresária mente para o atleta com o intuito de incriminar a advogada na morte do motorista. 

Depois de sair da cadeia e ter um momento de amor com Diogo, Beatriz suspira pelo fato de ter o irmão de Regina (Camila Pitanga) de volta. Mas ele corta as intenções dela. "Não é bem assim, Beatriz... Eu não quero mais essa vida para mim. E vou ficar noivo da Gabi", afima Diogo. 

Beatriz baqueia: "Isso é o que você vai fazer, mas será que é o que você realmente quer?". O atleta garante que quer tirar esse peso das suas costas. "Não posso mais trair a Gabi... A minha família acha que você matou o meu pai, Beatriz!", diz Diogo. 

Beatriz encara o amante. "E você acredita nisso? Acha que eu seria capaz de matar alguém? Você acha que eu matei o seu pai?", pressiona Diogo, que, sincero, garante que não. 

Então, a empresária, continua com seu jogo. "Eu vou te contar uma revelação que fiz para sua irmã. Meu casinho com o Cristóvão não significou nada. A amante dele, de verdade, era a Inês", mente a vilã, deixando o rapaz espantado. 

Ao chegar em casa, Diogo ouve Regina falar com Paula (Sheron Menezzes) sobre Beatriz e Inês. Irritado, ele acusa a irmã de só ter um assunto. "Na boa, eu não consigo tirar isso da cabeça. Fica um monte de pergunta rodando aqui dentro sem parar! Esse papo da Beatriz de que a Inês era amante do papai. Será que isso tem algum fundo de verdade?", indaga. 

Irado, o atleta explode: "Essa Inês foi amante do nosso pai, sim!". Regina fica surpresa com a atitude do irmão e quer saber como ele tem tanta certeza disso. Percebendo que foi impulsivo, Diogo não vê outra saída a não ser mentir para a irmã, já que não quer entregar seu relacionamento com Beatriz. "Quando aquele vídeo apareceu, eu liguei para um amigo do papai, lá de Madureira. O Juvenal, você não deve lembrar... Ele não frequentava a nossa casa. Mas era pai de um colega meu da escola, o Júnior, a gente tem contato até hoje... Quando o pai ia me levar, me buscar do colégio, ficava conversando com o pai do Júnior. Aí eu liguei, disse que queria levar um papo com o coroa dele. Fui lá em Madureira, perguntei se o meu pai tinha falado de alguma mulher... O coroa confirmou, Regina", mente o atleta. 

Aflita, a dona da barraca na praia quer saber o que foi essa confirmação. "Tudo! Que o papai estava de caso com uma advogada, que largou dela porque sacou que a mulher estava a fim de dar um golpe nos patrões dele. Eu também não queria acreditar. Mas é isso que é: a gente amava o nosso pai, ele era um homem bacana mas também era o maior pulador de cerca!", afirma o rapaz, que vai para seu quarto. 

Paula e Regina ficam impressionadas com a revelação de Diogo. A comerciante fica com dúvidas, acha que o irmão ou bebeu ou deu para mentir. A advogada questiona os motivos que ele teria para inventar uma história dessas e Regina não vê o porquê disso. "Então, ele só pode estar falando a verdade. Por pior que seja. Talvez o seu pai tenha se envolvido com a Beatriz e com a Inês ao mesmo tempo", conjectura Paula. "Será? Se a Inês era mesmo amante do meu pai, as duas cobras estão cada vez mais enroscadas...", constata Regina.

Fonte:

Nenhum comentário: