domingo, 24 de março de 2013

Prestes a completar 50 anos, Gloria Pires interpreta papel atípico

A atriz está à beira de uma virada de imagem, por causa do longa Flores raras, que chegará às telas em maio




De cara, o ator Milhem Cortaz confessa o momentâneo “frio na barriga” ao estar de frente com Glória Pires, intérprete de Eurídice Ferreira de Melo, a Dona Lindu (mãe do ex-presidente Lula), recriada para o longa-metragem Lula, o filho do Brasil (2009). Mas a sensação foi breve. “Eu era um ator mais jovem e que ela não conhecia. Mas, ela aceita desafios, e é tão humana. Glória é tão genial, que faz nossa profissão parecer fácil. É das pessoas mais encantadoras que já conheci”, derrete-se.

No ano em que completará 50 anos, além da atual participação na novela Guerra dos sexos — em que faz par romântico com Reynaldo Gianecchini, em papel antes interpretado por Glória Menezes — está à beira de uma virada de imagem, por causa do longa Flores raras, que chegará às telas em maio. No ano da Copa, nova guinada: ela viverá no cinema o papel-título de Nise da Silveira — A senhora das imagens.

“Sempre busco novas oportunidades. À medida que o tempo vai passando e vamos solidificando a carreira, a tendência é de que as pessoas comecem a te chamar mais ou menos para as mesmas coisas. Você fica na área de conforto. Tenho tido sorte porque, desde muito nova, grandes oportunidades têm parado nas minhas mãos. Sem dúvida, Flores raras traz um dos meus papéis mais ousados”, avalia.


Fonte:

Nenhum comentário: