quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Babilônia: Beatriz escapa da prisão depois de matar Carlos Alberto



Beatriz (Gloria Pires) matará Carlos Alberto (Marcos Pasquim) com um tiro à queima-roupa em Babilônia, novela das nove da Globo. O treinador morrerá como um herói, salvando a vida de Regina (Camila Pitanga). Mesmo assim, a arquiteta conseguirá permanecer em liberdade. Ela fugirá do local do crime após atirar no ex-atleta e acertá-lo na altura do coração. Antes do crime, Regina será dopada por Beatriz e, por isso, seu depoimento não colocará a madame atrás das grades. O advogado de Beatriz alegará confusão mental. Inês (Adriana Esteves) também vai ajudar a rival sem querer. Ela mentirá para a polícia dizendo que viu Beatriz assassinar Carlos Alberto, mas cairá em contradição. 

Essa sequência está prevista para ir ao ar entre os dias 21 e 22. Regina pegará o celular de Murilo (Bruno Gagliasso) na noite de sua morte na boate de Guto (Bruno Gissoni). O assassinato acontece nesta quinta-feira (13). Com a ajuda de Bento (Dudu Azevedo), ela copiará uma gravação feita pelo cafetão em que Beatriz dá as coordenadas para os dois entrarem no apartamento de Evandro (Cassio Gabus Mendes), o matarem e simularem um assalto. A mãe de Júlia (Sabrina Nonato) vai chantagear Beatriz. Mas, em vez de grana, ela exigirá que a empresária conte a Diogo (Thiago Martins) que matou Cristóvão (Val Perré), o pai deles. 

 Para Regina, o irmão está cego de amor e essa é a única maneira de acabar com o relacionamento dele com Beatriz. Primeiro, Regina mostrará a gravação a Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathalia Timberg). No entanto, Beatriz não atenderá seu pedido, e Regina procurará a arquiteta duas vezes pessoalmente para pressioná-la. Se ela não falar para Diogo que matou seu pai, Regina prometerá entregar a gravação à polícia. 

 Inês e Carlos Alberto estarão no restaurante Estrela Carioca na hora em que Beatriz ligar para Regina pedindo para ela ir encontrá-la do lado de fora do estabelecimento. A arquiteta alegará que quer ouvir a gravação e afirmará que tudo parece um blefe da gerente. Esperta, Inês vai intuir que a morena está escondendo algo ao vê-la ao telefone e saindo às pressas. O treinador pedirá para mãe de Alice (Sophie Charlotte) deixá-lo averiguar o que está acontecendo. A esta altura da trama, Regina já terá terminado o namoro com ele. 

 "Eu trouxe o celular. O que você quer, ver se eu estou blefando? Já mostrei pra Teresa, ela deve ter te dito", dirá Regina ao entrar no carro de Beatriz. "Me mostra. Você não acredita, mas eu amo o seu irmão, e não vou terminar com ele sem uma razão muito forte", responderá a malvada. 

 Nas garras da assassina 

 Regina vai se virar para pegar o celular na bolsa. Beatriz aproveitará e comprimirá um lenço com clorofórmio sobre o nariz dela. Regina, surpresa, vai se debater e perderá a consciência. Beatriz partirá com o carro. Nisso, Carlos Alberto verá o veículo se afastar e correrá para seu automóvel. Ele arrancará atrás do carro de Beatriz. 

 Ao perceber a demora, Inês ligará para o celular do treinador. Ela terá ficado no restaurante na companhia de Sérgio (Claudio Lins). Carlos contará que Regina e Beatriz estão dando uma volta de carro pelas ruas do centro. Ele passará o endereço para a advogada ao ver Beatriz entrar com o veículo em um galpão. Dentro do automóvel, Regina estará desacordada. 

 Beatriz vai tirar os pertences de valor da bolsa da gerente e jogá-la no chão. Ela arrastará Regina e a deitará perto de sua bolsa. A ideia da arquiteta é simular um assalto. Só que quando for atirar em Regina, a irmã de Diogo começará a despertar e logo entenderá que está na mira na assassina de seu pai. 

 "Quê que tá acontecendo?", perguntará Regina. "Você foi assaltada, que horror. Quem mandou resistir ao assalto?", vai disparar a arquiteta, tirando uma arma do bolso e a apontando para Regina. Nesse momento, o carro de Carlos Alberto vai entrar e frear bruscamente perto das duas. Ele descerá correndo do automóvel: "Beatriz! Larga essa arma", gritará, sendo atingido por uma bala certeira no peito. 

 Beatriz vai fugir. Inês chegará ao local e ajudará Regina a chamar a polícia. Porém, na hora de depor, a advogada vai mentir para a delegada Vera (Maíra Charken), dizendo que foi testemunha ocular e viu Beatriz atirar em Carlos Alberto. Os depoimentos de Regina e Inês serão contraditórios. 

 Em seguida, ao ser intimada a depor, Beatriz vai recorrer a Otávio (Herson Capri) para conseguir um bom advogado para defendê-la. O criminalista conseguirá que ela permaneça em liberdade alegando que Regina assumiu estar dopada na hora do crime, e que Inês mentiu.

Fonte:

Nenhum comentário: