sexta-feira, 3 de junho de 2011

Daniel Filho sobre Gloria Pires à revista LOLA: “ela tem poder sobre mim”

Diretor de A Partilha e Se Eu Fosse Você narra com emoção o momento em que soube do aborto espontâneo da atriz
Por Contigo! Online



O diretor Daniel Filho foi convidado para escrever um texto sobre sua amiga de longos anos Gloria Pires na edição da revista LOLA do mês de junho. Ele, que optou por outra menina em um teste, deixando a atriz, aos 8 anos, de lado, revela que aos 13 anos da mãe de Cleo Pires, ele conseguiu fazer a mea-culpa ao chamá-la para um novo papel.
No texto, Daniel conta com detalhes sobre quando, logo após dar à luz Antonia, Gloria, que filmava A Partilha, descobriu que estava grávida novamente – e em uma gestação de risco – o que fazia com que precisasse repousar. “Voltando de uma cena externa, ligo e faço a pergunta diária: “Como está tudo?”. E Gloria diz: “Posso filmar amanhã”. Ante minha alegria por vê-la bem e pronta para ter seu quarto rebento, ela completa: “Não, não é isso, eu perdi o neném!!!”, revelou o diretor, relembrando que caiu em prantos e foi consolado pela própria atriz. “Um absurdo, a Gloria me consola. E a cada palavra dela eu choro mais.”
No dia seguinte, já no set de filmagens, Gloria não conseguia fazer uma cena em que precisava chorar. Após tentar duas vezes, sem sucesso, o diretor tentou uma terceira. “Devagar, lágrimas começam a rolar na face da atriz, sua mão crispa na minha, as lágrimas aumentam, até se tornarem um imenso pranto. Sonoro, incontrolável. Após três minutos, corto. A cena está feita. O choro é além do preferível. O silêncio é total no estúdio. Ouve-se apenas o choro, que não é interrompido”, disse ele, salientando que Gloria não teria parado de chorar pelos 30 minutos seguintes.
Para ele, Gloria é mais que uma amiga, é uma irmã, apesar da diferença de idade. “Uma prova disso é o poder dela sobre mim, no que nem eu mesmo posso controlar”, escreveu ele, aproveitando o texto para enumerar as qualidades da atriz. “O senso de justiça, o valor da amizade, a mão amiga na hora certa, a disposição para a solidariedade, o amor ao semelhante, a mãe, esposa, filha, colega. Vou parar! É muito difícil escrever sobre quem a gente gosta.” (CB)



Fonte de pesquisa:
Site Contigo

Um comentário:

Anônimo disse...

gloria pires como norma.
esta magnifica nao e maria de fatima,nao e ruth e raquel,nao e a nice,nao e julia asumpcao.
nao se parece ni a flora ni a nazare ni a laura de celebridade.
norma pimentel e diferencial.uma pessoa humana e centrada a pesar de estar anos na prisao ela sigue corretamente seu proposito de venganza e es mais normal,lo malo e que mata,roba,perjudica so por satisfacer seu desejo de venganza.sobrevive a esse mundo triste e frio en que ela se desenvolve dia a dia.