quinta-feira, 16 de junho de 2011

'Insensato coração': Léo e Norma transam, mas ele brocha antes

Por: Carla Bittencourt, em

Léo (Gabriel Braga Nunes) e Norma (Gloria Pires) vão transar de novo no capítulo 152 de "Insensato coração", que vai ao ar dia 12 de julho. E a iniciativa é da enfermeira. A ricaça chama o empregado em seu quarto e pede que o ex tire a roupa. Léo fica sem jeito. "Como assim, ordem? Tá pensando que é assim, que você manda me chamar, como se eu fosse um garoto de programa, e eu tenho que comparecer, na hora?...", ele diz a Norma. Ela tenta provocá-lo: "Não era essa a grande arma que você tinha contra mim? Não achava que ia me seduzir e me enganar que nem da primeira vez em que nós nos conhecemos, quando eu era aquela outra Norma? Outro dia mesmo, aqui nesta casa, você me agarrou à força, achou que eu ia me desmanchar... Agora, que eu tô disposta, você não é capaz? Tô vendo que não... Achei que o dente provisório tinha levantado, pelo menos um pouco, a sua vaidade, mas não adianta, você perdeu a hombridade completamente, não tem mais remédio".
Leo tenta beijá-la para criar um clima, e Norma o rechaça dizendo que ele é brocha e que não sabe nem mostrar que é homem. "Sem beijo! Você obedece quando eu mando. Se não obedece, é por que não pode! Leonardo Brandão, o garanhão, o macho das mulheres solitárias, não consegue nem provar que é homem! Que vergonha, broxa desse jeito, não serve nem pra isso! Sai daqui, vai, se manda!", ela grita.
Léo vai para o quarto humilhado, mas depois volta decidido. "Agora, vai ser do meu jeito. Do jeito que você gosta", diz o vilão a Norma. Ela zomba de Léo: "Cê nem sabe do que você gosta, coitado, se é que gosta, hoje mesmo eu vi você tremendo na minha frente na hora de mostrar serviço...". Léo ignora, avança para ela, corta-a com um beijo na boca. "Você é que tremia na minha frente, quando eu te pegava de jeito, te beijava...Quando eu te dava um prazer que você nunca tinha sentido na vida, naquela época em que você era só meia mulher, seca, apagada, louca pra provar da fruta e na saudade...". Norma enfrenta-o, mesmo abalada: "Eu era burra, ingênua, hoje você não tem mais o poder que tinha sobre mim". Léo responde: "Se não tivesse, você já tinha me entregado pra polícia! Tá me segurando aqui por que ainda treme quando me vê, por que ainda tá me esperando te fazer sentir o que fiz sentir antes, você quer mais, quer de novo, sempre... É isso, não é, Norma?... É isso que cê tá esperando, que tá te deixando louquinha de fissura...". Ele, então, agarra a viúva e eles transam cheios de tesão. Depois, ela o manda de volta para o seu quartinho.

Fonte de pesquisa:

Um comentário:

Anônimo disse...

a novela de gilberto braga ta liunda,sempre eu fa confesso de gilberto braga desde 1977 dancindays e escrava isaura,ate agoraaaa.
eu sabia que insensato coracao seria un suceso a longo plazo.
mais eu fiquei aborrecido de saber que norma transa de novo com leo.
que venganza e issa onde ficou a transformacao de aquela exenfermeira.debil,fraca para deixai robar agora sua fortuna ganhada do testamento de teodoro,onde esta a justicia,a reparacao que tanto falou gilberto braga.
eu so quero ver castigo e finales coherentes de aquyele insensato coracao que ta otimaaaaaaaa.